MP pede arquivamento de inquérito contra Robson Bambu, do Corinthians


MP pede arquivamento de inquérito contra Robson Bambu, do Corinthians

”Os demais elementos probatórios colhidos durante a investigação não se harmonizam com a versão da vítima”

O Ministério Público de São Paulo pediu arquivamento do suposto caso de estupro do zagueiro Robson Bambu, do Corinthians

Categorias: Grandes clubes de São Paulo

Por: Agência Futebol Interior, 16/05/2022

Robson Bambu no Corinthians (Foto: Divulgação/ Robson Bambu)

Campinas, SP, 16 (AFI) – Ministério Público de São Paulo pede arquivamento do inquérito contra Robson Bambu, zagueiro do Corinthians, por suposto caso de estupro.

O responsável pelo caso, Márcio Takeshi Nakata, disse que não há indícios suficientes nem justa causa para a deflagração de ação penal contra os investigados, e completou:

Robson Bambu, zagueiro do Corinthians (Foto: Divulgação/ Robson Bambu)

RESPONSÁVEL PELO CASO COMENTA

”Ante todo esse contexto probatório, ainda que haja a palavra da vítima, afirmando ter sido abusada sexualmente, os demais elementos probatórios colhidos durante a investigação não se harmonizam com a versão da vítima, seja a primeira ou a segunda versão” – afirma Márcio Takeshi Nakata, que prossegue:

”A sua amiga (nome omitido pela reportagem) não presenciou os fatos; apenas ouviu a vítima dizer que fora abusada sexualmente. Nenhuma das testemunhas ouvidas percebeu que a vítima (nome omitido pela reportagem) estivesse embriagada no momento da chegada ao hotel, tendo inclusive sua amiga apresentado versões contraditórias nesse ponto.” – completou.

No começo deste mês, a delegada Katia Domingues Salvatori não indiciou Robson Bambu no relatório do inquérito. O Ministério Público seguiu o mesmo caminho.

“As provas cuidadosamente produzidas nos autos apontavam para uma falsa denúncia. Robson é inocente, uma pessoa correta, pai presente de uma linda bebê, e sempre tratou as mulheres com todo o devido respeito”, disse Fernanda Tortima, advogada do jogador.

“Lamenta-se a forma como o caso foi tratado por parte da Imprensa, que chegou a pedir seu afastamento, causando, assim, inegáveis prejuízos à sua carreira e imagem. E tudo isso antes da conclusão do inquérito, conduzido pelas autoridades com todo o rigor. Que fique a reflexão.” – completou, Fernanda Tortima.

Agora, o juiz pode concordar ou não com a decisão de promover o arquivamento, e remeter os autos ao procurador geral.

VÍTOR PEREIRA ANALISA EMPTATE DO CORINTHIANS CONTRA O INTERNACIONAL

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.