Técnico do Always Ready exalta Neo Química Arena e Fiel e fala sobre chances de vencer o Corinthians

Corinthians e Always Ready se enfrentam nesta quinta-feira pela última rodada da fase de grupos da Libertadores 2022. O duelo acontece na Neo Química Arena, às 21h, e a oportunidade de jogar em Itaquera é motivo de comemoração para os bolivianos.

"Todas as partidas são importantes para termos de evolução, mas esta é muito mais especial porque é o Corinthians, porque vamos jogar como visitantes em um estádio mundialmente conhecido. Então, sim, merece uma atenção muito especial e uma motivação muito alta para todos os jogadores que vão jogar este duelo", disse o técnico do Always Ready, Eduardo Villegas, em entrevista coletiva.

Os bolivianos são os lanternas do Grupo E da Libertadores. O Always Ready tem apenas quatro pontos conquistados. O time tem uma vitória (justamente contra o Corinthians), um empate e outras três derrotas. O aproveitamento é de 26,7%.

"Não digo que seja impossível (sair com uma vitória do Brasil). No futebol, vou repetir uma frase que venho dizendo, ninguém ganha antes de jogar e ninguém perde antes de jogar. Quem perde antes, num sentido figurado, está sendo negativo consigo mesmo. Vamos entrar em campo para ganhar o jogo, para contra-atacar, incomodar o rival, neutralizar o que pudermos. E vamos trabalhar", destacou Villegas, antes de exaltar a Neo Química Arena e a Fiel.

"Reitero, é um jogo que vai acontecer num grande estádio, o Timão é a equipe com maior torcida no Brasil. São muitos fatores para que a gente esteja em campo em nossas melhores condições", completou o técnico adversário.

A equipe boliviana, porém, já entrará em campo sem chances de classificação às oitavas de final da Libertadores. O treinador fez um balanço da participação do Always Ready no torneio e, entre os principais destaques, valorizou a vitória diante do Corinthians na primeira rodada, além de lamentar a arbitragem polêmica no duelo contra o Boca Juniors.

"Temos reconhecer que não nos saímos bem. Nossa participação é negativa. Destaco somente a primeira partida, até a segunda, contra Corinthians e Deportivo Cali. Foram partidas em merecíamos algo a mais, principalmente contra o Cali. Depois veio o Boca, como já sabemos, com uma arbitragem ruim, e perdemos a classificação. Têm muitos fatores, temos uma equipe pequena, não temos jogadores no mesmo nível de qualidade, digamos assim, e isso nos dificulta em estar 100% em todos os torneios que disputamos", encerrou o técnico.

Vale lembrar que o Always Ready deixou grande parte de seu time titular na Bolívia. A equipe está priorizando as quartas de final de seu torneio nacional. O elenco tem uma decisão no domingo, contra o Club Atletico Palmaflor. Assim, apenas dois titulares vieram ao Brasil: Rambal e Ramallo, além de outros 17 jogadores.

Notícias relacionadas

Notícias relacionadas Saiba as três opções para assistir à partida entre Corinthians e Always Ready pela Libertadores Árbitro de Corinthians e Always Ready acumula polêmicas em jogos de outras equipes brasileiras Jô fala sobre trajetória do Corinthians na Libertadores e destaca importância de jogo desta quinta

Veja mais em: Libertadores da América e Neo Química Arena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.