Jô elogia rodízio de Vítor Pereira e confessa sonho com a camisa do Corinthians

Desde a chegada de Vítor Pereira para o comando do Corinthians, os jogadores se depararam com um rodízio. Por disputar três competições, é raro que o treinador dê uma sequência muito grande para um mesmo atleta. Jô, experiente, comentou sobre isso e disse que passou a entender o ritmo novo de trabalho aos poucos.

“É natural quando você tem uma filosofia de trabalho assim, de rotação de jogadores. Para quem jogou na Europa, eu particularmente joguei, então é uma filosofia natural, bem normal, aqui no Brasil não é tão normal, então você estranha um pouco ali no começo. Difícil pela vontade do jogador, o jogador quer jogar todos os jogos se for possível, mas a gente sabe que humanamente é bem complicado. O nível que o Vitor exige realmente é muito difícil você jogar dois, três jogos seguidos, porque ele é de uma intensidade muito grande", iniciou o jogador em entrevista divulgada pelo clube no aplicativo Universo SCCP.

"Depois com tempo o pessoal foi começando se adaptar, viu que realmente os resultados foram ficando bons, porque o nível de intensidade foi melhorando, porque cada jogo joga um jogador, e você tá mais fresco, você chega com o combustível cheio, então ficou bom. Acredito que o grupo hoje então tem uma maturidade muito grande de entender isso, estamos fazendo com com bastante êxito, os jogos né e essa oração tá sendo bem bacana para todo mundo", contou.

O camisa 77 é o segundo artilheiro do elenco, com quatro gols marcados, atrás de Róger Guedes, que fez sete. Pela Libertadores, Jô ainda não marcou e vai em busca desse feito. Segundo o jogador, balançar as redes pela competição é um dos seu sonhos com a camisa do Corinthians – a qual voltou a representar em 2020.

"Primeiro era um sonho meu jogar na Libertadores pelo Corinthians. Eu das outras duas passagens minhas, logo quando eu subi eu fui campeão brasileiro e sai no ano seguinte, voltei fui campeão em 2017 e sai no ano seguinte, e não consegui jogar Libertadores. Agora estou tendo, graças a Deus, o prazer de jogar aqui. Para mim já é só mais um sonho realizado e com certeza fazer um gol na Libertadores pelo Corinthians é o que eu procuro. É um dos objetivos da competição, todo jogador tem o desejo de jogar, de ser campeão. Eu fui campeão pelo Atlético-MG e quero ser agora esse ano pelo Corinthians. Então, vou em busca do melhor para poder fazer o gol na Libertadores pela camisa do Corinthians", disse Jô.

O jogador pode ter a tão sonhada oportunidade na noite desta quinta-feira, já que é um dos relacionados para o jogo contra o Always Ready. A partida é válida pela última rodada da fase de grupos dessa edição e está marcada para as 21h, na Neo Química Arena. Se entrar em campo, será seu jogo de número 284 com a camisa do Timão.

Confira a entrevista completa de Jô para o Corinthians

Entrevista exclusiva com Jô from Universo_SCCP on Vimeo.

Notícias relacionadas

Notícias relacionadas Técnico do Always Ready exalta Neo Química Arena e Fiel e fala sobre chances de vencer o Corinthians Árbitro de Corinthians e Always Ready acumula polêmicas em jogos de outras equipes brasileiras Jô fala sobre trajetória do Corinthians na Libertadores e destaca importância de jogo desta quinta

Veja mais em: e Libertadores da América.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.