Auxiliar de Vítor Pereira fala em ‘planejamento’ no Corinthians e lamenta chances perdidas

Substituto do suspenso Vítor Pereira no banco de reservas na noite desta quinta-feira, na Neo Química Arena, Filipe Almeida tentou explicar o que se viu no empate por 1 a 1 contra o Always Ready. Para o auxiliar, o planejamento estratégico da comissão fez com que o time entrasse em campo com uma escalação alternativa.

"Foi feito um planejamento estratégico. Penso e falando um pouco do jogo, na primeira parte conseguimos dentro daquilo que estava planejado: impor o nosso jogo, tentar circular a bola, o controle do jogo, marcamos e tentamos fazer mais um ou dois gols. Infelizmente cometemos um erro, não há para que esconder", começou Filipe, contando que a ideia principal era preservar quem tinha atuado no domingo.

"Isso logicamente favoreceu o time adversário, que na segunda parte procurou controlar o jogo. Mesmo assim, na segunda parte, a equipe tentou, buscou o resultado, teve imensas oportunidades. Não estamos satisfeitos, o nosso objetivo era ganhar para ficarmos em primeiro no grupo. Não conseguimos, mas o plano era poupar os jogadores que jogaram no domingo'', continuou.

Filipe celebrou o fato de o Timão seguir vivo no torneio, apesar de não conseguir a primeira colocação, e mostrou otimismo com a sequência da Libertadores. Para ele, momentos como esse servirão de aprendizado.

''A equipe tem mostrado consistência, nós vamos tentando tudo aquilo que plantamos. A primeira parte (da partida) foi bem jogada, já na segunda fizemos alterações e continuamos em busca do gol. Por isso mesmo, temos que preparar a equipe para momentos a eliminar e acreditamos que estamos no caminho certo. Tenho certeza que a equipe estará à altura para seguir em frente. A equipe não conseguiu o objetivo principal, que era passar em primeiro, mas conseguiu passar. Agora, vamos lutar por cada eliminatória e ir passo a passo ganhando jogos", afirmou.

Por fim, o integrante da comissão técnica ainda fez questão de compreender as vaias da torcida ao final da partida, depois de 90 minutos de apoio. Ele disse compartilhar do sentimento de tristeza, mas prometeu um resultado diferente no domingo.

''Nós temos que compreender. Estamos insatisfeitos com o resultado, não era o que queríamos. Temos que compreender que a nossa torcida também queria ganhar, portanto compreendemos a insatisfação. Estamos tristes, porque nós não queríamos isso. E isso é a cultura que nós criamos de querer ganhar jogo a jogo. Infelizmente hoje não conseguimos e entendemos, até porque eles nos apoiaram durante os 90 minutos. No próximo jogo, no domingo, tentaremos deixá-los satisfeitos. Lutaremos pelos três pontos", encerrou.

Notícias relacionadas

Notícias relacionadas Neto reclama de falta de vontade do Corinthians e questiona escolhas de Vítor Pereira Adson alcança bons números ofensivos em empate do Corinthians na Libertadores; confira Corinthians fecha grupo com seu pior ataque nesta fase na Libertadores na história

Veja mais em: Vítor Pereira e Libertadores da América.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.