Gigante de São Paulo será julgado por gritos homofóbicos


Gigante de São Paulo será julgado por gritos homofóbicos

”A gente é totalmente contrário a este tipo de cântico, da mesma forma que falei do racismo.” – disse o presidente, Duílio Monteiro Alves

Corinthians será julgado e pode perder até três pontos no Campeonato Brasileiro da Série A, além de multAa

Categorias: Grandes clubes de São Paulo

Por: Agência Futebol Interior, 17/06/2022

Torcida do Corinthians. (Foto: Jose Manoel Idalgo/ Corinthians)

São Paulo, SP, 17 (AFI) – Denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por gritos homofóbicos proferidos pela sua torcida em partida diante do São Paulo, o Corinthians pode perder até três pontos no Campeonato Brasileiro da Série A, além de pagar multa de R$ 100 mil.

Torcida do Corinthians. (Foto: Jose Manoel Idalgo/ Corinthians)

SÚMULA DE CORINTHIANS X SÃO PAULO

Wilton Pereira Sampaio, árbitro da partida, relatou o ocorrido em súmula os gritos homofóbicos, além do arremeso de itens em um jogador do São Paulo, e a presença de sinalizadores.

Duílio Monteiro Alves, presidente do Corinthians, não concordou com os gestos da torcida;

”A gente é totalmente contrário a este tipo de cântico, da mesma forma que falei do racismo. A gente vem conversando com os torcedores, fazendo campanhas contra a homofobia. Hoje, todas as vezes que a torcida cantou, colocamos no telão, a locutora do estádio reprimiu, porque não achamos correto. O futebol está mudando no próprio jogo, hoje depois dos avisos a torcida mudou o canto. Temos que insistir, vocês (imprensa) são importantes nisso para que a gente acabe com qualquer tipo de discriminação. Estamos em 2022, isso não faz sentido” – declarou o presidente do Corinthians.

Às 10h da manhã da próxima quinta-feira (23) o Corinthians responderá por “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto e lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo.”, podendo ser multado em até R$ 100 mil.

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.