Corinthians 0 x 0 Santos – Sem emoção, Timão e Peixe empatam no reencontro


Corinthians 0 x 0 Santos – Sem emoção, Timão e Peixe empatam no reencontro

Diferente de quarta-feira, o Corinthians não conseguiu furar a defesa do Santos e clássico terminou empatado em 0 a 0

Timão manteve a vice-liderança, enquanto o peixe subiu para o sexto lugar.

Categorias: Grandes clubes de São Paulo

Por: Agência Futebol Interior, 25/06/2022

Corinthians e Santos fizeram jogo morno em Itaquera (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

São Paulo, SP, 25 (AFI) – Todo mundo espera alguma coisa de um sábado a noite! Porém diferente de quarta-feira, o Corinthians não conseguiu furar o bloqueio do Santos e o clássico paulista terminou empatado em 0 a 0, na Neo Quimíca Arena, em Itaquera. Os dois times entraram bem diferentes na noite de sábado (25), válida pela 14ª rodada do Brasileirão e o empate ficou de bom tamanho pelo que foi apresentado em campo.

Com time reserva, o Corinthians entrou pouco inspirado na partida. E o empate manteve o clube na vice-liderança, com 26 pontos. Já o Santos, entrou mais ligado desta vez e o resultado fez o time subir três posições, entrando no G6, com 19 pontos.

Quem esperava um jogo igual ao de quarta-feira, pela Copa do Brasil, se enganou. O Corinthians com um time reserva e o Santos com um time bem modificado, fizeram um primeiro tempo bem equilibrado.

JOGO MORNO

Quem chegou primeiro foram os visitantes, com Léo Baptistão aos 16 minutos. O atacante recebeu de Ângelo na entrada da área, e com espaço finalizou para boa defesa de Cássio. Os donos da casa responderam logo em seguida, com Du Queiroz, aos 18. O volante arriscou de fora da área, passando por cima do gol.

Os times trocavam bastante passes, e de longe não era nada parecido ao último duelo. Sem conseguir entrar na área, o Corinthians tentava os chutes de longa distância. Enquanto o Santos apostava na velocidade de seu ataque. Na bola parada, foi a vez de Mantuan, aos 25 minutos. O atacante cobrou da entrada da área e contou com um desvio na barreira que quase enganou o goleiro John.

Depois novamente, Du Queiroz arriscou da intermediária e de novo por cima do gol, desta vez com mais perigo. Por sua vez, o Santos levou perigo numa falta com Marcos Leonardo. Em cobrança rasteira, o atacante tentou surpreender o goleiro Cássio. E já no final, Ângelo arriscou de fora da área, para defesa de dois tempos de Cássio.

Corinthians e Santos ficam no empate em Itaquera (Foto: Divulgação/Santos)

SEM EMOÇÃO

Na volta do intervalo, Vítor Pereira colocou Giuliano e Willian. A alteração fez efeito, mais intenso e troca de passes mais rápida, o Corinthians chegou com perigo com a dupla. Após tabela de Willian e Giuliano, o meia entrou sozinho na área chutou cruzado, porém não tinha nenhum corinthiano presente na pequena área para completar para o gol.

A partida aos poucos foi perdendo sua intensidade. O Santos se acertou defensivamente e conseguiu neutralizar os ataques do Corinthians, principalmente pelas laterais, que mesmo com as entradas de Fagner e Piton, pouco conseguiram fazer, permanecendo o zero no placar.

COMPROMISSOS NO MEIO DA SEMANA

O Corinthians volta a campo pelo Brasileirão, no sábado (2), contra o Fluminense, no Maracanã, mas antes tem o jogo de ida das oitavas da Libertadores, contra o Boca Juniors, na terça-feira (28), em Itaquera. Já o Santos, enfrenta o Flamengo, também no sábado, na Vila Belmiro, porém na quarta-feira (29), enfrenta o Deportivo Táchira-VEN, pelas oitavas da Sul-Americana, na Venezuela.

FICHA TÉCNICA

Corinthians 0 0 Santos Fase: Única Rodada: 14ª rodada Data: 25/06/2022 Hora: 7:00 pm Arbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP) Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP) Estádio: Neo Química Arena Público: 40.892 pagantes Endereço: São Paulo – SP Renda: R$ 2.443238,62 Cartões Amarelos: Corinthians: Adson, Fagner e Roni Santos: Ângelo, Rwan e Rodrigo Fernandéz Corinthians

Cássio; Rafael Ramos (Fagner), Robert Renan, Raul Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz (Giuliano), Cantillo, Roni (Lucas Piton); Adson, Felipe Augusto (Júnior Moraes) e Gustavo Mantuan (Willian)

Técnico: Vítor Pereira Santos

John Victor; Auro (Rwan), Velázquez, Eduardo Bauermann e Felipe Jonatan; Rodrigo Fernández, Camacho (Sandry), Léo Baptistão (Lucas Pires) e Ângelo (Bruno Oliveira); Lucas Braga e Marcos Leonardo

Técnico: Lucas Ochandorena

Confira também: