Apostas esportivas: cuidado quando for palpitar no seu time do coração #publi

Apostar ou não apostar no time do coração? Esse assunto divide a opinião dos apostadores. De um lado, alguns evitam, alegando que a paixão pode influenciar negativamente na hora do palpite. E isso faz sentido, pois apostas esportivas aleatórias, feitas com base na emoção, dificilmente rendem greens.

Enquanto isso, a outra parte dos apostadores acredita que palpites no time do coração é uma ótima maneira de lucrar. E isso também faz sentido. Uma maneira eficiente para garantir vitórias nas apostas é eleger um ou dois times, no máximo. O apostador deve acompanhar a equipe de perto, ler notícias, assistir aos jogos, saber quais são os desfalques e por aí vai.

Além do que foi citado, existem outros métodos para se dar bem com apostas esportivas no time do coração.

1. Não se apegar apenas às odds

A primeira estratégia é não se prender às odds. Tem gente que aposta sem verificar as estatísticas, retrospecto recente e outras informações, apenas utiliza as odds como base para a aposta.

É indispensável analisar como foi o jogo anterior dos times que estão se enfrentando, quais as condições, problemas enfrentados, como está o psicológico dos jogadores? Vêm de uma derrota, de uma vitória? É preciso avaliar também como estão os jogadores. Descansados? Estão vindo de uma longa etapa de jogos? Esse tipo de análise é crucial, deve ser feito antes de todas as apostas esportivas.

2. Saber filtrar as estatísticas

Sim, as estatísticas são aliadas dos palpites. No entanto, nem todas têm relevância. Conhecer o total de gols sofridos, gols marcados e saldo de gols de um time nos últimos cinco jogos são estatísticas relevantes. Saber os mesmos números, considerando os 15 últimos jogos, é irrelevante.

3. Estar por dentro das informações

A ideia é estar punido com as mais diversas informações sobre os times antes do jogo. Para isso, é necessário verificar os jogadores lesionados, os desfalques, os retornos, as prováveis escalações, breves resumos sobre a semana de treinamentos e até mesmo as condições do clima e do gramado do estádio.

4. Eleger um mercado

A escolha do mercado deve ter relação com o perfil do apostador. Se a preferência dele é o mercado 1×2, que é sobre escolher o vencedor ou cravar um empate, o estudo deve englobar os esquemas táticos do times, os resultados nos últimos jogos, a situação da equipe no campeonato e o desempenho dos jogadores, por exemplo. Afinal, tudo isso influencia no resultado final das partidas.

5. Escolher uma casa de apostas segura

Por fim, o sucesso no mundo das apenas não está atrelado apenas às dicas passadas nos parágrafos anteriores. Também é preciso escolher uma casa de apostas esportivas que ofereça 100% de segurança.

O site deve ter https, protocolo que utiliza a criptografia de dados para garantir uma conexão segura entre o endereço eletrônico e o dispositivo do apostador. Além disso, os certificados de segurança são indispensáveis, pois eles evitam a invasão de hackers e o vazamento de dados delicados dos usuários.

Post patrocinado por KTO.

Veja mais em: Apostas no Corinthians.