Vítor Pereira questiona expulsão no 1º tempo e se diz nervoso por cansaço


Vítor Pereira questiona expulsão no 1º tempo e se diz nervoso por cansaço

‘Não consigo dormir bem, hoje dormi muito mal. É natural que se reclame. O que não é natural é mostrar um cartão vermelho na primeira reclamação do jogo”

Vítor Pereira foi expulso ainda no 1º tempo na vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Flamengo

Categorias: Grandes clubes de São Paulo

Por: Agência Estado, 10/07/2022

Vítor Pereira foi expulso ainda no 1º tempo (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

São Paulo, SP, 10 – Expulso por reclamação ainda no primeiro tempo da vitória por 1 a 0 do Corinthians sobre o Flamengo, o técnico Vítor Pereira questionou a decisão do árbitro Ramon Abatti Abel. Em coletiva de imprensa na Neo Química Arena, o português até admitiu que se exaltou, citando o cansaço como motivo de seu nervosismo, mas se defendeu dizendo não considerar justo receber um cartão vermelho depois de reclamar pela primeira vez em uma partida, como ocorreu no duelo deste domingo.

“Às vezes, é preciso entender a montanha de emoções de uma semana como essa. Na Argentina (contra o Boca Junior), vivemos emoções atrás de emoções, emoções difíceis de serem digeridas. Hoje, de novo. Não consigo dormir bem, hoje dormi muito mal. É natural que se reclame. O que não é natural é mostrar um cartão vermelho na primeira reclamação do jogo. Mas tenho que estar mais tranquilo e descansar mais”, comentou o treinador.

Pereira foi expulso aos 33 minutos do primeiro tempo, depois de ficar indignado com um lance que interpretou como pênalti, diferentemente do árbitro. Na jogada em questão, Adson caiu dentro da área após tentar driblar Ayrton Lucas, mas Abatti Abel não viu nenhuma irregularidade cometida pelo lateral-esquerdo flamenguista e, portanto, não marcou penalidade.

Apesar do nervosismo, o português saiu mais uma vez satisfeito de campo. Assim como na classificação contra o Boca Juniors, nas oitavas de final da Libertadores, teve sucesso nas escolhas que fez para suprir os muitos desfalques do Corinthians e viu seus comandados entregarem uma atuação sólida defensivamente para atingir o resultado desejado.

“Já tínhamos vários lesionados. Tivemos mais o Mantuan, e o João Victor foi embora. Hoje, Piton saiu com suspeita de fratura no dedo do pé, espero que não. O sistema defensivo foi montado no sentido de dar resposta a uma sequência de jogos com dificuldade muito grande. Controlamos o jogo. Sempre queremos pressionar alto, ocupar o campo todo, mas, quando não é possível, temos que ter alternativas para conquistar os 3 pontos.

Com 29 pontos no Brasileirão, dentro do G-4, o Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira, mas pela Copa do Brasil. Depois de golear o Santos por 4 a 0 no jogo de ida, na Neo Química Arena, tentará confirmar a vaga nas quartas de final em novo clássico com os santistas, na Vila Belmiro, a partir das 21h30.

Confira também: