Corinthians é multado por novas infrações na Libertadores; valor ultrapassa os R$300 mil

O Corinthians tomou conhecimento nesta segunda-feira de uma série de novas punições e advertências promovidas pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). As sanções dizem respeito a infrações cometidas pela torcida do clube e pelo auxiliar técnico Filipe Almeida e somam um total de 63 mil dólares a serem pagos pelo Corinthians (aproximadamente R$302 mil, na cotação atual).

Vale lembrar que o clube do Parque São Jorge já foi punido pela Conmebol neste ano. As multas se deram por conta de cartões recebidos pela equipe e pela exibição de propagandas de um patrocinador no banco de reservas.

O comunicado divulgado nesta segunda-feira pela entidade se divide em seis tópicos e detalha cada uma das novas punições e multas estabelecidas ao Corinthians. O Meu Timão as explica abaixo.

Ao auxiliar técnico Filipe Almeida

Um dos membros da comissão técnica de Vítor Pereira foi citado na divulgação da Conmebol. Filipe Almeida, é bom ressaltar, esteve à frente da equipe nos jogos contra Boca Juniors, da Argentina, e Always Ready, da Bolívia. A entidade emitiu o seguinte comunicado sem especificar qual partida:

"Aperceber formalmente o senhor Filipe Jorge Monteiro de Almeida pela infração ao artigo 5.1.11.6 numeral 2) do Manual de Clubes da Conmebol Libertadores 2022. Em caso de reiteração de uma nova infração desta natureza na Conmebol Libertadores 2022, será sancionado conforme o estabelecido no Manual"

A saber, o artigo referido diz respeito à responsabilidade de Almeida no atraso da reapresentação dos jogadores ao gramado. A sanção é agravada conforme a demora para o retorno aumenta, respeitando o período 15 minutos estabelecido pela arbitragem.

Concomitante ao Código de Disciplina da competição continental, foi estabelecida multa mínima para o Corinthians pela infração. O valor é de 50 mil dólares (R$240 mil reais, na atual cotação), a serem debitados automaticamente da quantia que o clube receberá por direitos televisivos ou de patrocínio.

Mais atrasos…

Além da demora para se reapresentar para o segundo tempo, o Corinthians também não respeitou os horários estabelecidos para o apito inicial em uma de suas partidas. Desta forma, no segundo tópico, a Conmebol voltou a notificar o clube por conta de atrasos:

"Impor ao Sport Club Corinthians Paulista uma multa de USD 8.000 (oito mil dólares) pela infração aos artigos 5.1.1 do Manual de Clubes da Conmebol Libertadores 2022 e 12.2 literal l) do Código Disciplinar da Conmebol. O valor desta multa será debitado automaticamente da quantia que o Clube receberá da Conmebol por direitos Televisivos ou de Patrocínio"

O artigo do Manual de Clubes da Libertadores, citado no tópico, diz o seguinte:

"As equipes devem respeitar estritamente o horário marcado para início do jogo.Para isso, deverão seguir todas as instruções do Delegado da Partida para entradano campo de jogo de acordo com a Contagem Regressiva. O Delegado da Partidaserá responsável por preparar a Contagem Regressiva, que será publicada nos vestiários das equipes".

À torcida do Corinthians

Fora dos gramados, as punições não deixaram de afetar o Corinthians. Desta vez, a Conmebol citou duas infrações no que diz respeito ao artigo que enumera objetos proibidos nos estádios.

"Impor ao Sport Club Corinthians Paulista uma multa de USD 5.000 (cinco mil dólares) pela infração aos artigos 10.2 literal c) do Código Disciplinar da Conmebol e 19 literal e) do Regulamento de Segurança da Conmebol. O valor desta multa será debitado automaticamente da quantia que o Clube receberá da Conmebol por direitos Televisivos ou de Patrocínio."

No comunicado, a Conmebol não especifica data ou local dos ocorridos. Os objetos utilizados, porém, se enquadram dentro de substâncias psicotrópicas e/ou jogos pirotécnicos, conforme especificado pelo artigo 10.2 e 19 do Código Disciplinar da Conmebol.

A Conmebol ainda confirma que as sanções disciplinares podem ser impostas às associações e clubes membros em casos de comportamento incorreto ou inadequado da torcida em questão. A multa, assim, foi de cinco mil dólares (R$24 mil reais na cotação atual).

Advertências e considerações finais

Por fim, a Conmebol advertiu o Corinthians que, em caso de reiteração de qualquer infração à disciplina esportiva de igual ou similar natureza, novas consequências serão tomadas. Além disso, o clube, bem como o auxiliar técnico Filipe Almeida, foram informados que cabe recurso contra a decisão tomada pela Conmebol, respeitando o prazo máximo de sete dias desde a notificação oficial.

Veja mais em: Libertadores da América.